28/10/04

Ku Não Tem Sexo, por Porco&Mundo

- Onde é que tu estavas no 25 d`Abril?”
Assim começou, como sempre começava, o ataque cerrado do Baptista Bastos ao seu entrevistado dos sábados à noite na RTP 2. Interrompido o zapping, fui-me deixando ficar. O Duda Guennes, brasileiro aportuguesado, emérito jornaleiro e radialista desportivo e ao que me apercebi, amigo íntimo do Bastos, sujeitava-se ao interrogatório. Do 25 d`Abril não se lembrava. Azar. Um Bastos nunca perdoa um esquecimento desses:
- Pois, pois, pá, já na altura andavas bem acompanhado!
- Não pá, estava só coa minha filha!
- Sim, sim eu sei que ela te apoiou, mas tu davas-lhe a valer ó Duda!
- Tás a falar de quê, pá?
- Ó pá tás muito esquecido, pois é um dos efeitos, atão tu não lhe davas forte? No tintol, no trotil, no escocês, no que aparecesse e tivesse álcool!
- Pois, ó Bastos mas eu agora já há muito tempo que me curei, pá coa ajuda da minha filha e de Deus, já anos que não toco no álcool!
Retorquia o Duda Guennes embaraçado e a procurar fugir ao tema, que nitidamente o incomodava. Vendo que a coisa doía, o Bastos firmava o dedo em riste, apontava e mergulhava-o na ferida aberta:
- Tá bem ó Duda, mas ainda não há muito tempo que tu mamavas de caixão à cova, pá?
E ao pachola do Duda tanto fez falar da ajuda da filha, como do retirado que estava e das curas de águas, o Bastos afiambrava e dali não saia, numa insistência diabólica que já deixava o espectador agoniado. O Duda, que não queria ser mal educado com o amigo e em directo na TV, lá fez das tripas coração e meteu uma bucha a ver se levava a conversa pra outro lado:
- Ó Bastos e quando eu te levei aquele bar de programa no Rio de Janeiro?
- Qual pá, aquele que tinha uma escada de caracol ao lado do bar corrido?
- Esse mesmo pá, que tu até ficaste maluco com o cu que vinha a descer as escadas!
- Tens razão, pá, aquilo é que era um cu, pá, um Senhor Cu, nunca mais vi uma coisa daquelas, e ali a descer as escadas ao ritmo de samba bem batido!
- Pois pá, mas aquilo era um gajo macho de vestido e collants! Aquilo é queu te gozei, ó pá! Lembras-te?
- Atão não lembro ó Duda, mas digo-te o mesmo que te disse na altura, pá: “Cu não tem Sexo!”
O Duda lá conseguiu desviar as atenções do Baptista Bastos, que ali ficou por uns intermináveis segundos, a recordar e a saborear a sua velha máxima, que, ao que parecia naquela eternidade televisiva, tão boas recordações lhe trazia.

Sem comentários: