26/11/04

Coimbra, Che Guevara e o Golfinho, por MenteContusa

Já todos nós ouvimos mil e uma histórias do casal “enganchado” pelo sexo, que dá entrada nas urgências do hospital. Coimbra - recheada de hospitais - tem destas histórias a circular às carradas, com variantes tão variadas como horripilantes. Desde o casalinho gay surpreendido pelo rebentamento da veia no pénis, à solitária viúva demasiado intima de garrafas de Coca-Cola, até aos graúdos da sociedade que por vezes também se engancham e lá caem de urgência, de tudo se faz boato, fundado ou não. Histórias com bicharada “enganchada”, então é mato. Mas Coimbra, provinciana como é, lá faz uns boatos simplórios com canídeos ou ovídeos. Mas o mundo é rico, fértil e variado e lançando aqui o fundamento para um novo boato, imaginem-se num hospital selvático da amazónia peruana, onde lhes entra pela urgência adentro alguém enganchado num golfinho. Estranho. Pois, mas pode acontecer.

Che Guevara no seu livro “Viagem pela América” que relata o seu percurso pela América Latina em 1952, relata que quando chegou ao Rio Ucayali, (continuação do Amazonas) no Peru, se deu com o seguinte:

“No lugar onde nos banhávamos havia um peixe de forma bastante estranha, chamado pelos naturais Bufeo, o qual, segundo a lenda, come homens, viola as mulheres e faz mil outras tropelias do estilo. Parece que é um golfinho de rio que tem, entre outras estranhas características, um aparelho genital feminino parecido com o da mulher, de que os índios se servem como substituto. Mas têm de matar o animal quando acabam o coito, porque se dá uma contracção da zona genital que impede o pénis de se retirar.”

Já tou a ver. De aumento em aumento e de acrescento em acrescento, e a partir aqui do Porco, prá semana já é dado como certo nos mentideros da praça coimbrã, que o Nosso Hitler REIS Derek mascarado de Che Guevara deu entrada nos Hospitais da Universidade de Coimbra enganchado num golfinho menor de idade que importou do Peru. Sacana!

Sem comentários: