28/11/04

♫Jing Dong Bel, Jing Dong Bel♫, por Citizen Tuga & Mangas Kane

O que aconteceu foi que eu estava em Belém na inauguração da maior árvore de Natal da Europa, sim repito da Europa!, porque nós quando fazemos as coisas é em grande, e virei-me para um turista que lá estava e disse-lhe:
- Lá na tua terra não tens disto pois não? A maior da Europa, a MAIOR!
E o gajo vem com uma conversa do género: «...não sei quê, no meu país preferimos gastar dinheiro em outras coisas, por exemplo a evitar que rebentem condutas de água que levam ao abatimento do solo, e dessa forma prejudiquem milhares de pessoas...», mais não sei que mais e o camandro!
E eu, que até sou um gajo que hé pá, tenho uma facilidade na exposição de argumentos, não me fiquei e disse-lhe logo:
- A maior da Europa! Toma! Embrulha!
E o gajo começa a falar que não sei quê, lá no país dele quando começa a chover as zonas ribeirinhas não ficam inundadas, e que talvez fosse melhor que, em vez da árvore, o dinheiro fosse canalizado para evitar essas situações. Eu comecei a enervar-me e disse-lhe logo:
- MAU, MAU MAU...! Tu queres ver que nos temos que chatear! Eu estou aqui a expor argumentos que hé pá, sim senhor, e tu vens com essa conversa de não sei quê...? Eu nem quero começar a falar na feijoada em cima da ponte, nem no desfile de pais natais, nem da broa de Viseu que foi para o Guinness e tudo, porque senão nem sabias onde te meter, pá.
Então, o gajo começa a falar de uma coisa qualquer, tipo túneis que são construídos e ficam a meio, e não sei que mais, e eu virei logo costas! Acabou! Porque quando eu vejo estes gajos que não conseguem aceitar a superioridade de um país sobre o outro, e ainda falam, falam, falam, e não dizem nada de jeito, eu fico chateado, claro que fico chateado!

Sem comentários: