11/01/05

Uma Pura Questão Técnica, por FilhoDaPura

Segundo a Agência Ambiental Europeia, a fábrica de cimento de Souselas da Cimpor (segundo os registos de auto-controle do ano de 2001), é a pior cimenteira da União Europeia (UE) em nível de poluição. Tem o pior desempenho ambiental dos 15 países que em 2001 compunham a UE. É obra. Fumaça, Fumarada e Sinais de Fumo é aqui com nós, os Índios Apaches, Hugh!

Para ganhar este Óscar da Nojeira, a Cimpor de Souselas - que em 2001 já estava dotada dos famosos Filtros de Mangas pagos pelo Sócrates - tratou de lançar para a atmosfera os mais elevados níveis europeus de crómio, níquel e cádmio de todas as outras cimenteiras dos 15. E isto, fora outros brindes. Mas fiquemos por estes três que já bastam prá dança da Guerra. Estas substâncias são metais pesados, altamente cancerígenos que são lançados para a atmosfera na sua forma mais perigosa, a gasosa, ou seja direitinho pró pulmão. Fumar o Cachimbo da Paz é proibido nesta tribo de Sioux, mas respirar estas merdas já se pode.

A análise refere-se a um conjunto de 665 fábricas, de cimento, cal, vidro e cerâmica, dos 15 da UE, em 2001, mais a Hungria e a Noruega. Como se vê a nossa Reserva é privilegiada. Quem tem Navajos, tem tudo.

Tal desempenho – notável e premiado – traduz-se na emissão para a narigueta Cherokee de uns míseros 1.840 Kg/ano de Crómio, ou seja, 15,5% do total apurado, a que acresce de brinde 425 kg/ano de Cádmio, isto é, 15,00% do total e de sobremesa levamos com 869 Kg/ano de Níquel, nada menos que 6,1% do total. No conjunto dos 17 a coisa é fantástica, e atesta as notáveis capacidades de resistência e rusticidade do Nariz Comanche.

Assim, propõe-se desde já, a construção numa rotunda de um Monumento Ao Grande Nariz Comanche, em forma de Totem de madeira. O Totem teria na sua base a cabeçorra do Manuel Machado e seria encimado pela Narigueta do Grande Chefe Sócrates, com asas nas orelhas e a cravar as garras nos olhos da cabeça logo abaixo, a Não-Técnica Matilde Viúva.

Instada a comentar as notícias que saíram com isto, lá nos confins de Washington, a Cimpor, informou que “Não comenta”.

Segundo parece, este cantinho Apache conseguiu o record devido à queima como combustível de uma coisita simpática designada por “Coq de Petróleo”, ou seja o resíduo final das refinarias de petróleo, que não serve para mais nada senão para queimar. E tal substância maravilha, que produz estes fantásticos sinais de fumo, é queimada em Souselas como combustível porquê?, perguntarão V. Exªs! Porque é baratinho pois então! A coisa é abundante, com tanta refinação que para aí vai, e a sua queima, porque altamente poluente, é proibida em boa parte da UE. Logo ninguém a quer, logo é baratucha. Vai prós Índios. Gerónimo!

Sem comentários: