01/02/05

Quem Não Quer Ser Coelho Não Lhe Veste a Pele, por Coelho da Silva

- Sr. Faria, como vai homem, entre, entre, você está um bocado combalido, homem, o que é que se passa?, sente-se, sente-se…
- Isto é coluna, Xôtôr; coluna, cabeça, joelhos, cimo das costas, fundo das costas, eu sei lá, o Xôtôr diga qualquer parte, que ela dói-me de certeza!
- Ó homem, mas que diabo de doença tem você?
- É a doença dos coelhos, Xôtôr.
- Dos Coelhos? Caça?
- Pois, o sacana do Manel da Júlia, diz que não me viu, que viu a silva a mexer e que julgava que era coelho e zás, uma cartuchada em cheio que ainda tenho 36 chumbos espalhados pelo lombo.
- Atão e os médicos não lhe tiram isso tudo?
- Dizem que não, que é melhor eu ficar com eles, senão retalhavam-me o corpo todo e dos quatro ou cinco que se alojaram na coluna era perigoso lá mexer…
- Ó homem, mas você assim aumenta muito o peso!
- Pois, pois, o Xôtôr, já está no gozo, comós outros todos. As minhas chapas até metem medo, olhe aqui…
- Ó homem você aqui nas radiografias parece uma árvore de natal…
- não goze xôtôr…
- não é gozo, tou cá a pensar é que você deixar de ir de avião a Inglaterra ver a sua filha…é que você vai fazer disparar aquilo tudo!
- Ainda mais essa, mas isso num é o pior, ó xotôr, o pior é que tenho quatro ou cinco chumbos aqui na cabeça, mesmo no sitio onde me costumo coçar e agora sinto os chumbos e nem posso coçar a cabeça e há sítios ainda piores como sentir a porra nos chumbos no rabo quando me sento na sanita...Maldita hora que fui à caça naquele dia, mas podia ser pior e dou graças a Deus!
- A Deus, ao chumbo e ao Manel da Júlia, ó ti Faria! Atão e coméqué vamos processar quem?: o Manel da Júlia, os médicos ou o fabricante dos chumbos...

Sem comentários: