28/03/05

Quem já ouviu falar de Tenzing Norgay?, por Sardanápalo

O cume do Everest foi alcançado pela primeira vez em 1953, por Edmund Hillary um neozelandês integrado na expedição britânica de John Hunt. Isto, dizem os almanaques, enciclopédias e demais livros de records e referencias jornalísticas a montanhas e outras alpinices. E na memória colectiva ocidental é este o nome que perdura. É aliás o único nome que perdura como referência da conquista do Everest.

E Tenzing Norgay, quem é? Este é em geral um nome estranho e desconhecido. Mas não devia ser. Se o Ocidente conhece o Edmundo devia conhecer o Norgay. A mim só me deu curiosidade para tal coisa quando há tempos vi no cinema um filme americano de divórcios e advogados com o George Clooney, em que lá pelo meio o artista de serviço – advogado de divórcios – manda um serviçal descobrir quem era o Tenzing Norgay da beldade que os enfrentava na barra do tribunal. O serviçal ficou de cara à banda como eu e o verdadeiro artista explicou que o Tenzing foi o sherpa que ajudou o Edmund Hillary a alcançar o cume do Everest. Isto é, queria ele dizer, não há Hillary sem o Tenzing.

Esta simples referência despertou-me a curiosidade e fui ver. E a coisa é pior, muito pior. O esquecimento ou intencional apagamento da figura do Tenzing é um crime autêntico. É que o Tenzing não foi “ajudante” coisa nenhuma.

Segundo reza a história contada pelo Edmund Hillary e pelo Tenzing Norgay, ambos combinaram antes de alcançarem o cume de que nenhum dos dois jamais revelaria qual deles pôs a patoila em primeiro no cume do Everesto. A escalada foi conjunta, a glória devia ser conjunta. E cumpriram. Ambos morreram sem jamais revelarem qual deles pisou os 8000 metros, mais coisa menos coisa. O Ocidente glorificou o Edmund e esqueceu o Tenzing. Quando se lhe refere é como o “ajudante”. Tá mal e o tapor aqui repõe a verdade: O cume do Everest foi alcançado pela primeira vez em 1953, pela dupla de alpinistas Edmund Hillary e Tenzing Norgay! A ordem dos nomes é alfabética.

Sem comentários: