09/09/05

Alguém Que O Pare De Vez, por ZéDasMedalhas

Image hosted by Photobucket.com

O assunto já foi aqui abordado no Porco e meia volta, a imprensa em geral e os comentadores em particular, cascam nisso com fartura, mas agora porra, também já é demais. Quando a coisa se torna piada internacional há que fazer qualquer coisa, um abaixo-assinado, uma manifestação, uma vaga de fundo ou até uma corrente anti-amor, eu sei lá, qualquer coisa que faça o homem parar.

Obviamente, estou a falar do Presidente Sampaio e da sua onda inesgotável de condecorações, títulos e outras comendas de papel timbrado e broche ao peito. O homem já condecorou uma vice-campeã europeia de body board, a maior parte do seu próprio staff e todo e qualquer amigo, politico ou agricultor de rabanetes tamanho gigante do Entroncamento. Metade dos acusados do Apito Dourado e mais de metade dos acusados da Casa Pia estão condecorados por altos serviços prestados ao país. Até a fugidia Leonor Beleza que em dois anos sucessivos recusou expressamente ser condecorada, lá acedeu a receber o agradecimento do país. Para isso, o Lampadinha pediu a intervenção do mon ami Mário Soares que pediu por tudo à cachopa, que aceitasse a condecoração se não o homem ainda se matava. Não há pachorra.

Enquanto a coisa se manteve nas figuras e figurinhas nacionais a coisa foi rendendo, mas ao fim de dois mandatos começam a escassear os alvos e vai daí o homem passou a condecorar qualquer figura ou turista internacional que ponha cá os pés. Agora até a Ordem da Liberdade deu ao Bono e aos U2 e depois fica muito chocado de os gajos irem receber aquilo de chapéu de cow-boy e t-shirts provocatórias. Um gajo descuida-se na Portela e zás, Ordem do Infante!

Há dias aluguei no vídeo o filme de Hollywood, Um Peixe Fora D´Água (The Life Aquatic) com o Bill Murray, Jeff Goldblum, etc; uma coisa miserável, super publicitada em que os dois artistas pretendem fazer um remoque cómico aos Jacques Costeau e seus Calypsos que por aí pululam. O filme é bastante mau, mas logo no início deixou-me verde. A cena passa-se numa festarola de angariação de fundos para mais uma expedição marada aos caramujos asa de cortiça da Cochinchina e aparece o rival expedicionário Jeff Goldblum ao Bill Murray. O gajo vem ajoujado de condecorações e broches de comendador. O Bill Murray manda-lhe uma alfinetada: - Ó pá tens aí uma medalha nova? Resposta do Goldblum: - Gostas pá? Olha passei por Portugal e zás o Presidente chamou-me e pôs-me cá isto.

O diálogo não é textual, mas é muito próximo. Ainda voltei atrás e procurei ver ouvir sem legendas, não fosse aquilo alguma manobra local da nossa reles legendagem. Mas não, não era o Burkina Faso, nem o Vanuatu ou o Brunei, era mesmo Portugal. Tamos fodidos. Já conhecem o artista em Hollywood! Essa ainda nos vai ficar colada para a eternidade.

Sem comentários: