25/01/06

E Agora Para Algo Completamente Delicioso..., por Grão-Mestre

Há dias o puto Afonso fez anos. 8 aninhos bem medidos. O tio, rapaz moderno, nosso confradal Contra-Mestre e antes que fizesse asneira, perguntou ao puto o que é que ele queria para presente de anos, se um jogo, um filme, livro, etc.

Que não, respondeu o puto Afonso, o que ele queria mesmo era Um Presunto! Eu adoro presunto, ó Tio, um Presunto é que era!

O Contra-Mestre não quis aguar a criancinha e lá foi. Apostou em boa febra, certo de que a ia mamar familiarmente, e zumba, 80 eurinhos de um presunto inteiro, serrano ibérico El Pozo, de encantadora catadura. Ao puto Afonso até os olhos se riram, rejubilou e abarbatou o presunto para o seu quarto. E tanto fez, como foi, não ia em conversas, o presunto é meu e não fica na cozinha, é pra eu comer e num é praqui chamado. Vai pró meu quarto! Só eu é que toco no meu Presunto! Ganda Tio!

Digam lá que não é impressionante? E garanto que ninguém ensinou o sacaninha! Lá prós 9 anos está a pedir Barca Velha e aos 10 brinca com as amigas às Provas Cegas. A segunda geração confradal está na forja e vem aí a alta velocidade!

Sem comentários: