10/01/06

Elas Queixam-se; Mas Num Explicam, por Minetauro

A coisa veio aqui para os mails pela mão do Barão da Ribeirinha e andou pela blogosfera, como por exemplo pelo Vizinho. Eu já tinha lido a crónica da cachopa na revista do Indy e aquilo tinha-me dado que pensar. Dizia a Ana Anes, na sua crónica “7 Anos De Mau Sexo”, e com o subtítulo “Os Homens E Os Minetes”, que os homens têm um problema com o dito cujo, isto é, pois como se vê, e resumindo, não o sabem fazer! E queixava-se a cronista que havia os São Bernardos que lambuzavam e lambiam aquilo tudo a esmo sem nexo nem coerência (péssimos, portantos!) e mais havia os Colibris que davam duas ou três lambidelas tipo bater de asas e ala que se faz tarde (maus, também!), e que raros eram os Abençoados e situava os Abençoados nos 10%. Segundo a Anes e com toda a franqueza 90 de nós em cada 100, anda a gastar a língua e a beiça para nada.

Como é evidente todos nos consideramos Abençoados e nenhum se deixa catalogar como São Bernardo, Colibri, Tatu, Papa-Formigas ou Abutre. Mas o que é um facto é que elas se queixam como se vê. Queixam-se, mas num explicam, come o caso da Aninhas. Fala, fala, mas botar o trombone onde é preciso, népias!

Ora o Porco é um animal atento e gosta de aprender e quer saber se anda ou não a fazer a coisa mal feita. Assim este post mais do que um postulado ou rótulo, é um pedido de informação. Já temos definidos os São Bernardos e os Colibris com a ajuda da Ana Anes e agora queremos saber das outras categorias, erros e tiros no alvo. Elucidem por favor. Podem começar com o minete Tatu, explicar o minete Camelo e passar pelo minete Porco-Espinho. No final da volta zoológica havemos de aprender alguma coisa e chegar a alguma conclusão. E se Elas nos apontarem erros a evitar, técnicas a aplicar ou pontos de navegação ainda melhor! Expliquem por favor!

Sem comentários: