30/01/06

Por Nós, Já Está O Panelão Ao Lume!, por Sal&Pimenta

Um alemão de nome Armin Meiwes, colocou aqui há uns anos um anúncio na Net, onde pedia pessoas que se deixassem comer por ele. E não, não era ao engano, ele explicava bem como pensava rechear a pessoa. Por incrível que possa parecer, responderam com vontade e fotografia mais de 400 pessoas, oferecendo-se para serem comidas pelo germano. Dessas 400, o homem das febras fez um caldo de eleição e apuramento ao sal, após o que se decidiu por um especialista informático de 43 anos, um bocadito passado e rijo, mas prontos nestas coisas uma pessoa também não pode ser muito esquisita.

Passada a alucinação inicial, julgava-se então que o presunto ia ganhar juízo. Qual quê, acertam tudo, combinam e montam o equipamento de cozinhar e o de filmar. Temos assim um vídeo caseiro de horas, onde se mostra à saciedade que o fiambre quer ser degustado e saboreado. Nas imagens vê-se a certa altura o expert dos computadores nu e deitado na banca de cozinha - não sei se foi marinado em vinha d`alhos, mas se não foi é falta grave -, a combinar com o gastrónomo qual das suas partes iriam cortar, cozinhar e comer em primeiro.

Decidiram-se pela peça de nervo tipo menir e respectivos tomates do menu, com passagem pelo forno do fogão. Tubaros assados no forno, portanto e para abrir. Contudo, parece que a chanfana não correu lá muito bem, porque depois da coisa cortada e assada, nenhum dos dois gostou do sabor e não comeu. Eu tinha avisado da falta da vinha d`alhos! Mas nenhum desistiu, e bem, que com comida e o estômago não se brinca! E como quem mastiga por gosto não se cansa, o Pantagruel tratou depois de fazer o informático em filetes, fez pizzas, rins salteados, miúdos com o fígado e coração de cebolada e fez reserva na arca congeladora, tal qual manda a Maria de Lurdes Modesto.

E ninguém soube de nada. Só que o lambão foi guloso e voltou aos anúncios da Net. Um austríaco à procura de ser comido de outra maneira, não gostou do engano e mandou tudo para a bófia alemã, que não se deixa comer de qualquer maneira e de uma garfada afiambrou nas mais duas horas de vídeo canibal. O mastigador é preso, julgado e condenado a 8 anos de prisão. Andam agora a repetir o julgamento, após recurso e além de se queixar da comida da pildra, o engolidor de espadas defende-se dizendo “Que não o queria matar, mas sim e tão só comê-lo”. Uma espécie de nova versão do concurso ter o bolo e papá-lo!

E chegamos agora ao filet mignon, porque se há alguma coisa de que o Porco gosta, é de comer. E andamos sempre à procura de novos sabores. Por outro lado o nosso espanto vai todo para o facto de haver por aí tanta gentinha que quer ser comida. E o que para aí não vai de malta apetitosa! Ora, nós queremos provar e prometemos que mastigamos de boca fechada, comemos de faca e garfo e lavamos as mãos antes da refeição. Só não abdicamos é de dois dias de Vinha D`alhos, mas prontos, vá lá, 1 dia se o pratinho a degustar tiver menos de 30 anos.

Presuntos deste reino, vinde a nós! Na resposta é favor mandar foto, em nu e depois de um banho quente e caprichado em orégãos e folhas de louro.

Sem comentários: