09/06/06

Passarinhos De Morfanço À Alarvona, por Kzar

Comprar no hiper duas ou três couvettes dessa bicheza - já vêm limpos, mas há sempre umas penitas ou uns restos de tripas, para tirar; pôr fora também os pescoços, que não valem pescoço; mandar-lhes uma naifada a cada um, a meio e ao comprido, pelos peitos, de modo a que fiquem espalmados tipo frangos para grelhar; botar sal e piri-piri (este, com muita moderação); deixar temperar; fritadeira, daquelas de ir ao lume, meia de óleo, a ferver; frigir os bichos; à medida que se tiram do lume, tostadinhos (importa ficarem estaladiços), não os escorrer. Muita atenção, este é o ponto mais importante: sacodem-se apenas na cesta da fritadeira, e rolam-se de imediato em tacinha cheia de ervas secas (ervas da Provença), de modo a que com a gordura da fritura fiquem tipo "panadas" nas ervas! Deixar arrefecer à temperatura ambiente, dentro do forno, disposta em travessa e sobre papel de cozinha (absorve algum excesso de gordura sem que caia a "capa" de ervas); morfar à alarvona, frias, com cerveja a rodos e a ver a bola!

Quem é amigo, quem é?

Sem comentários: