17/07/06

O Código Balnear, por Maré Viva

- ó pai, olha aí um senhor!
- deixa estar o senhor e não o incomodes.
- é que ele está aí há que tempos a dizer boa tarde!
- boa tarde? Mau maria, só me faltava agora aturar vendedores no mar, pensei de imediato, enquanto fazia um esforço para abrir a pestana à luz intensa e tirar a mona da minha metade do colchão de ar, que dividia com a pimpolha nas ondas da Barra.

- sim, boa tarde, diga…, - ao meu lado um banheirito de meia leca e de bóia-chouriço à lá marés vivas, repetia o boa tarde,
- boa tarde, olhe se faz favor, o senhor sabe nadar?
- sei sim senhora…,
- e a miúda?
- ainda melhor do que eu, porquê?
- é que o senhor anda aqui com o colchão.
- você é um verdadeiro olho vivo e o qué que tem o colchão, - digo agarrado ao mesmo de pé e com água pelos tomates.
- é que com o seu exemplo vêm já para aqui dezenas de criancinhas de colchão!
- ó migo, pra já só sou pai duma e chamar criancinha a isto é estar a pedir chatices e as hordas que vejo é da maralha que se ajunta pra ver o show que está a dar, desampare-me a loja que eu dispenso os meus 15 minutos, tá bem?

- como? Mas é que não pode estar aqui com o colchão!
- Não posso porquê? O mar está calmo, bandeira verde, sei nadar, estou com água pela cintura e num posso porque podem vir hordas de baleias que se afogam desamparadas?
- não pode porque é proibido?
- ondé que diz que é proibido?
- na lei?
- na lei? Qual lei?
- qual lei como?
- ó migo, qual lei? A lei que é?, nº, artigo, alínea, data!
- ah, isso agora de cabeça…,
- pois, mas se num sabe a lei…, a menos que seja no Código Balnear!
- ah, pois, é nesse mesmo!
- nah, num deve ser no Código Balnear!
- porquê?
- porque esse, acabei eu de o inventar agora mesmo e ainda num vem lá nada previsto sobre colchões!

- mas há uma lei e eu posso multá-lo!
- você? E cadê o caderninho para me identificar e com que autoridade?
- posso telefonar para a capitania.
- pois pode, mas tem que lhes dizer para trazerem o Código Balnear com o artigo dos colchões, sem isso, tamos na mesma, e isso é coisa pra demorar um bocadito…, olhe deixe-se estar sossegado, vá-se embora para desamparar a chusma que prali vai que eu dentro de uns minutos já me vou embora, ok?
- ok.

Sem comentários: