30/10/08

O Professor Bambo Vai Dar Aulas na C+S do Meu Bairro, por Nostradamus

Aos professores deste país, já só lhes faltava terem de saber de Astrologia. Por isso há escolas que vão criar gabinetes de Mânticas, isto é, de artes da adivinhação, para ajudarem os docentes nas suas novas funções de futurologia. Deviam aliás substituir os gabinetes de psicólogos por gabinetes de quiromância. E os professores deviam ser trocados por mestres do oculto.

Vem isto a propósito da famigerada avaliação dos professores. Os profs agora terão que prever, até Novembro o mais tardar, portanto, com base em menos de três meses de aulas, a percentagem de alunos que irão reprovar no final do ano. Leram bem, não estou a gozar: apesar da reprovação ou aprovação dos alunos depender de muitas variáveis que escapam completamente ao controlo do professor (variáveis socio-económicas, de enquadramento familiar e cultural, contingências de ordem pessoal e psicológicas, etc, etc, etc), este vê-se obrigado a avançar com uma previsão, nesta altura do ano, sobre o número de alunos que vai reprovar no fim do ano à sua disciplina. Se não atingir a média prevista será penalizado, claro, na sua avaliação! As irresponsáveis e ininputáveis cabeças valterianas que pariram esta aberração chamam a isto «ciência». Eu chamo-lhe futurologia e já se está mesmo a ver os efeitos perversos de uma medida como esta no futuro dos nosso alunos. E há quem se admire do recente e milagroso sucesso educativo português, u verdadeiro case study à escala universal...

Como os professores são versados em muita coisa mas não consta que o sejam em Futurologia prevê-se já a criação de Gabinetes de Astrólogos, Tarólogos e outros magos nas escolas portuguesas. Prevê-se ainda a aquisição pelas escolas de novos recursos educativos como baralhos de tarot, galinhas pró vudu e magia negra, patas de coelho e gatos pretos. O magalhães tem os dias contados: vem aí a produção de uma bola de cristal novinha em folha inteiramente produzida por uma empresa portuguesa com dívidas ao fisco, como a outra.

A ideia de contratar astrólogos, tarólogos e outros magos para as escolas é boa e libertava os professores de uma área em que, manifestamente, não se sentem muito à vontade. Parece que estou a ver os Conselhos de Turma do futuro (afinal também sou capaz de prever o futuro e nem sequer sou professor quanto mais...):

- Director de Turma, professor Rakam - Vamos dar início à presente reunião solicitando a comparência do Professor Bambo para lançar as cartas e fazer as previsões para o presente ano lectivo.

- Professor Bambo - Ora muito bem... Ué, isto não está nada bom, as cartas estão negras para a turma C. Ó diabo, saiu o Enforcado ao Luizinho. Este é que já não tem hipóteses. Mas precisava do parecer de uma astróloga que nos informasse da conjugação astral de saturno com Júpiter neste mês do ano. A Maya dava aqui um jeitão. Não se pode despedir a psicóloga e trocar por uma taróloga?

Mestre Alves - A conjugação astral não oferece dúvidas. A única solução para o sucesso da turma é a reza de três mezinhas e o sacríficio de uma galinha virgem.

Com um Conselho de Turma com professores deste quilate não tenho dúvidas que o sucesso da turma C vai ser esmagador. Mas mesmo sem eles não me custa adivinhar que o futuro das novas gerações de portugueses que estão a sofrer o devastador efeito socras/valter/milu, pese a mascarada do sucesso artificial com que nos pretendem enganar, vai ser sombrio, muito sombrio. Bruxo...

6 comentários:

Anónimo disse...

Essa medida e genial. O seu alcance é óbvio e maquiavélico. A melhor formas de prever é não chumbar ninguém, que é o que eles querem que se diga e se faça. Independentemente do saber. A escola para ocupar o chouriço. Finlândia, estás fodida, pró ano levas uma cabazada nas estatísticas!

Porco&Mundo

Anónimo disse...

Porco e Mundo, mas tu também és bruxo, pá? A minha novíssima bola de cristal diz-me exactamente a mesma coisa. Além disso ando com comichão nos colhões. E a mim quando os colhões me começam a dar comichão é certo e sabido que duas coisas vão acontecer: uma, que amanhã chove e duas que vamos esmagar a finlândia nas estatísticas do sucesso educativo.
Micótico

j disse...

Eia cum catano. Esta é genial, realmente. Outra coisa que não acontece na terra dos bifes. Acho eu. Grande posta.

Maria Lisboa disse...

E eles podem acumular, noutras escolas?
Estamos todos bem precisados, porque saber quantos passam, quantos abandonam, quantos 3, 4 ou 5 vamos dar, que média vamos conseguir interna e externamente, que % vamos conseguir baixar ou aumentar... é obra!

Anónimo disse...

Esta não devia ser uma luta de profs mas de todo e qualquer português. O que esta gente socretina está a fazer ao ensino em portugal é isto, cito com a devida vénia, este texto assinado por Alfredo Barroso que li aquihttp://educar.wordpress.com/:

«A ESPECTACULAR E FULGURANTE subida das notas positivas nos exames, sobretudo de Matemática, tanto no ensino básico como no secundário, é comparável a um fenómeno do Entroncamento, só possível em Portugal.
.
Em 2008, nada menos do que 1.052 escolas básicas conseguiram aquilo que, em 2007, só 222 tinham conseguido. De 83 por cento de ‘chumbos’ em 2007 desceu-se para 26 por cento em 2008. Estamos perante um esforço titânico de aprendizagem ou um caso de pura magia estatístico-política!»

Anónimo disse...

Não sei se vai dar, Maria Lisboa. Pelo jeito que isto tá a tomar diz-me a minha bola de cristal que qualquer dia ainda vou é ser deputado pelo PS. Afinal aquilo é gente que tem um chefe que também é mago porque consegue tirar licenciaturas ao domingo em agosto e ainda é capaz de desenhar casinhotos na guarda que desafiam as leis da gravidade (além de outras mais)...
Professor Chibanga